RSS
email

Todos nós temos uma fraqueza que esconde o melhor de nós...



Incubus- Dig

We all have a weakness
But some of ours are easier to identify.
Look me in the eye
And ask for forgiveness;
We'll make a pact to never speak that word again
Yes you are my friend.
We all have something that digs at us,
At least we dig each other

So when weakness turns my ego up
I know you'll count on the me from yesterday
If I turn into another
Dig me up from under what is covering
The better part of me
Sing this song
Remind me that we'll always have each other
When everything else is gone.

We all have a sickness
That cleverly attaches and multiplies
No matter how hard we try.
We all have someone that digs at us,
At least we dig each other

So when sickness turns my ego up
I know you'll act as a clever medicine.
If I turn into another
Dig me up from under what is covering
The better part of me.
Sing this song!
Remind me that we'll always have each other
When everything else is gone.




Algumas explicações sobre a lenda "Incubus"

Mulheres que ficavam grávidas fora do casamento frequentemente colocavam a culpa em um Incubus ou Sonhos ruins ou pesadelos.
Dão forma à preocupação
medieval com o Pecado, especialmente pecados sexuais.
Algumas violações de mulheres dormindo foram atribuídas aos
demônios pelos próprios estupradores a fim de escapar da punição.

O sentimento de morte ao dormir é conhecido desde a antiguidade como pesadelo. O termo moderno para este estado é o coma.
Por causa do peso atribuído ao pecado sexual na
Idade Média, o despertar noturno, orgasmo ou ejaculação noturna eram explicados através das lendas de criaturas como sendo responsáveis por um comportamento que, de outra forma, poderia causar uma idéia de culpa auto-consciente. Assim as pessoas poderiam dizer que não podiam ser culpadas por isso; isso estava obviamente fora de seu controle: eles nada mais eram do que vítimas.

Casos envolvendo jovens mulheres/homens que foram assediados sexualmente durante o sono por uma pessoa conhecida, como um amigo ou um membro da família, ainda que não fossem comuns, foram relatados e podem explicar alguns ataques noturnos. As vítimas poderiam achar mais fácil explicar os ataques como sobrenaturais do que confrontar a idéia de que o ataque veio de alguém confiável dentro da própria família. Veja incesto ou "molestadores ocasionais".

Durante a caça às bruxas, a relação sexual com demônios ou com Satanás era um dos pecados dos quais as bruxas eram acusadas.
Dizem que o Inccubus tinha filhos com as mulheres que ele dormia; a história mais famosa sobre esse caso inclui a de
Merlin, o famoso mago da história do Rei Artur.
Em algumas lendas, Incubi e
Súcubo não eram de diferentes sexos e da mesma "especie" de demônio, mas o mesmo demônio que muda de sexo: a ideia é que Súcubo poderia dormir com um homem e coletar seu sémen, e então se transformar em um Incubus para dormir com umamulher. Em muitos casos, a prole dos Incubus tem características sobrenaturais, mesmo o material genético vindo de Homo sapiens.

Esta idéia foi bastante explorada na série "Torre Negra" de Stephen King. Na Idade Moderna, o Súcubo também foi caracterizado pela imagem da tentação. O tema também foi retratado muitas vezes em histórias que usam seres paranormais que violam mulheres sem serem percebidos.
Nas
Crônicas de Nárnia de C.S. Lewis o Incubus é uma das criaturas malignas da Feiticeira Branca, presente na morte de Aslan no livro O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa.

Em uma visão Junguiana podemos interpretar esse vídeo da seguinte maneira:

A luta da Persona com o Ego.....

As possibilidades de transformaçoes............
A anima ajudando o Ego a cicatrizar-se

Bookmark and Share

2 comentários:

Felipe Salles Xavier disse...

Amiga, essa música realmente é muito boa, adorei ela, a letra é fantástica principalmente porque ela é altamente junguina...! rsrsrs!

ahh.. Quem sou eu?!! disse...

Totalmente Junguiana né! rs

 

Adotar é tudo de bom

Gentileza Gera Gentileza

CITAÇÕES


PageRank!">www.e-referrer.com
Widget FerramentasBlog


Gazeta dos Blogueiros TweetMeme Chicklet